Cibercultura, Dispositivos Móveis

Ubuntu mobility – Enfim um concorrente de peso para o Android?

Mark Shuttleworth, criador da Canonical, postou em seu blog (31/10) que o Ubuntu chegará para dispositivos móveis como smartphones e tablets no ano que vem. O projeto deverá ser potencializado pela equipe da fundação e a comunidade software livre após a próxima atualização do sistema operacional, abril de 2012.

Canonical ea comunidade Ubuntu estabeleceram lugar do Ubuntu em implementações de servidor, desktop e nuvem.Temos também investido no projeto e engenharia da Unidade, motivada pela crença de que as interfaces de desktop iria fundir-se com móveis interfaces, toque em uma plataforma de computação integrada pessoais no futuro. Hoje, estamos convidando a comunidade Ubuntu todo – tanto comerciais como pessoais – para moldar essa possibilidade e projeto futuro que, um mundo onde Ubuntu roda em telefones celulares, tablets, televisores e tradicional PC, criando um mundo onde o conteúdo é instantaneamente disponível em todos os dispositivos , de uma forma que é delicioso de usar. (Mark Shuttleworth)

Unity - Print do blog Ubuntero

Na última versão do Ubuntu para desktops, 11.10 – a Jaguatirica Oneiric Ocelot, o sistema assumiu a interface Unity (acima) como oficial, dando demonstração que iria rumar para uma interface com inclinação touch, bem como, que já desenvolvia pensando a integração entre gadgets como desktops e os móveis, vide Ubuntu One.

Será o Ubuntu de fato um concorrente para o Android?

Nos desktop o Ubuntu vem suprindo as necessidades médias muito bem, o windows em áreas corporativas já começa a ser desbancado pelo sistema que nasceu na África e adota o Software Livre como bandeira. Ainda que a supremacia da tela azul mantenha-se nos escritórios, o Ubuntu galga hoje estágios nunca antes imaginados para um sistema livre em desktops “comuns”.

No “móveis” será igual?

O sucesso do Ubuntu em smartphones e tablets, em especial, dependerá muito da parceira que essa fará com fabricantes de hardware, técnica utilizada pelo Android, hoje sistema operacional base de mais de 200 tipos de telefones no mundo. Para além disso, para cair na graça do usuário Móvel, o Ubuntu precisará desenvolver um sistema leve (e que mantenha-se leve a cada atualização), limpo e bonito, com upgrade liberado que não aprisione o consumidor ao fabricante do aparelho. Um dos principais problemas do Android.

Outro desafio do software livre Ubuntu no concorrido mercado do sistemas operacionais para mobility será o desenvolvimento de Apps, o que em minha avaliação não será o principal problema a ser enfrentado, visto que a comunidade software livre é grande e vigorosa. Sigamos acompanhando.

Boa sorte ao sistema Ubuntu e esperamos em breve quem sabe migrar. Abaixo um apresentação em vídeo do Unity Touch.

Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s